quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Chá de sumiço...

Eu sei... eu sei...
Ando sumidinha...
É que a falta de energia deu resultados. Minha geladeira pifou, meu liquidificar queimou, a tv das crianças virou sucata, meu microondas tá meio capenga, e todos os computadores da casa deram tilt. O das crianças não tem reparo, melhor comprar outro; o do meu marido precisa trocar algumas coisas e formatar; meu notebook não quer mais carregar nem a pau; e antes de ontem o meu computador de trabalho foi pro técnico também. Estou numa lan house, trabalhando.
Foi por isso que fiquei tanto tempo sem atualizações. Era preciso compartilhar meu pc com todo mundo aqui em casa, e o tempo era contadinho pra ver e-mail, responder recados e ver as novidades de uma ou duas comu no Orkut, e só... Depois era correr pra trabalhar, senão a gente morre de fome, né?
Mas tudo bem. Pelo menos o meu pc deve voltar essa tarde pra casa, e amanhã tem novidades por aqui. Andei fazendo algumas coisinhas, testando algumas receitas, e também continuo tentando aprender crochê. A correntinha e o ponto alto já sai direitinho, srsrsrs... Meu problema é conseguir identificá-los! Por causa disso tô quase pensando que me enganaram quando disseram que nasci numa certa maternidade. Tô crente que me encontraram em algum haras junto com as outras cavalgaduras, os meus pares...

Bom, aproveitando o papo, preciso contar que não consegui a casa que eu queria. O casal de franceses que mora lá decidiu não sair, aqui é difícil encontrar uma boa casa, bem localizada e "habitável" a bom preço.
Então, continuo no mesmo apartamento, mas depois de tantos prejuízos finalmente meu marido convenceu o dono a nos deixar instalar um gerador. Era isso ou perdia mais um aluguel. Três dos meus vizinhos já se mudaram porque o dono não liberava o uso de gerador aqui, e ninguém quer ficar tomando prejuízo, mesmo com a dificuldade de encontrar casas pra alugar. Hoje de manhã já compramos nosso gerador e logo que vierem instalar vamos poder trabalhar e dormir sossegados.
Esses dias o povo foi pras ruas reclamar contra essa demora da crise energética, e durante uns dois dias quase não faltou luz. Mas o sonho durou pouco e a crise continua a todo vapor!
É tão chato ter que ficar contando isso! Afinal, vocês devem pensar que eu não tenho mais o que fazer a não ser reclamar da vida. Mas posso garantir que se vocês estivessem morando aqui, enfrentando essa situação, já estariam perto de enlouquecer. Tem quem me olhe com cara de quem diz: "Que dondoca!", mas eles não sabem que jamais tive de enfrentar esse tipo de situação na minha vida, eu não estou acostumada a tanta precariedade, e realmente não estava preparada pra isso. Tenho muito que agradecer ao meu marido, que me compreende e faz o possível pra minorar esse sofrimento, mas... Acho que isso tem que acabar, até pelas outras pessoas.

Meu tempo tá acabando aqui, vou sair.
Amanhã volto com alguma coisinha pra mostrar pra vocês.
Beijinhos

7 comentários:

disse...

Realmente tem que ter muito jogo de cintura pra conseguir viver/conviver/sobreviver rss com essa falta de energia / estrutura... realmente te dou os parabéns!!
Você não é reclamona não, é realista.
Uma peninha que a casa não deu certo, mas pelo menos conseguiram um gerador!

bjinhos e espero sua volta com mil novidades!!
ah! o crochê é muito mais fácil que o tricÔ!! você vai tirar de letra!!
bjinhos

Nile e Richard disse...

Olá amadinha.Espero que tudo se resolva logo.bjtos.Nile.

Morrocoy disse...

Oi Miriam! Ah, que bom ler novidades de você... puxa, não deve ser nada fácil passar por essa situação, e fique tranqüila pois ninguém está pensando que você é dondoca nem nada disso... hoje em dia viver sem eletricidade e, pior ainda, ver ela voltar e cair a todo momento e ainda queimando os aparelhos elétricos, não é por reclamação sua não, é um absurdo mesmo!
Ainda bem que com o gerador a situação vai ficar "menos pior". Tomara que instalem logo para poderem ficar mais sossegados.
Ah, o coral: acredita que não tenho ne-nhu-ma foto do coral? É porque eu sempre estou cantando, e ninguém da minha família freqüenta minha igreja, para poder fotografar. E eu sou meio tímida para pedir para alguém fotografar, fico sem jeito... mas no dia que a gente cantar o Jesus alegria dos homens vou dar um jeito de filmar sim! E daí coloco no Youtube... dizem que será lá para dezembro, tomara que consigamos aprender a música direitinho!
Beijosss!

Beth disse...

Oi Penélope, quem se atreveria te chamar de dondoca?? Já tive um problema parecido, mas foi por falta de água na casa que morei em Araçoiaba da Serra, a casa ficava em cima de uma padaria, a água subia fraca e quase sempre acabava, quando acabou de vez, para fazerem troca de tubulação, fiquei uma semana sem água, lavar roupa nem pensar, cozinhar só comprando água, banheiro??????melhor nem comentar...rsrsrs
Dá para entender sua bronca, que bom que conseguiram o gerador, espero que agora você fique tranquila, beijos...
Ah, quanto ao homem e a mulher,infelizmente está certíssimo, concordo com tudo...pena né??!!
Beth

Beth disse...

Esqueci de dizer, quando você falou da maternidade e do haras, quase tive um ataque de riso...você é demais, adoro ler seus comentários...
Beijos

Anônimo disse...

Olá Miriam,
Meu Deus !Quanto prejuizo e aborrecimento essa falta de electricidade !
Miriam sempre para a frente e força ! Já conseguiu vencer a batalha do gerador e vai conseguir concerteza resolver o problema da casa.
Fico á espera das novidades .
Estou como a Kátia diz , o croché é muito mais fácil que o tricô .
E a Miriam vai chegar lá !Pois a sua persistência é enorme e consegue sempre atingir as suas metas .
Qualquer coisa diga .
Bjsss,para si e seus meninos,marianela

Celina disse...

Oh Miriam, você reclama e com toda a razão! Isso é reclamar com motivos! Afinal você está em sua casa e por causa de terceiros vê as suas coisinhas estragadas, não sei como aguenta... E o pior é ver que ninguém faz nada para tomar a responsabilidade ou resolver as coisas... É precisa muita paciência para suportar isso! Tem toda a minha admiração pelo modo como consegue lidar com a situação. Ainda bem que pelo menos já tem gerador. Mas lá está, agora apetecia perguntar ao senhorio porque é que não pôs o gerador logo! Você é uma santa no meio disso tudo...