quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Encomenda do Brasil


Afff!!!! Nunca vi uma coisa dessas! Pedi um livro, um simples livro do Brasil, e fui extremamente bem atendida, a encomenda saiu a caminho de Dakar em tempo hábil, mas só depois de quase cinco meses recebi meu livro.
Droga de Correio daqui, que não funciona. Me disseram que meu livro estava há mais de dois meses na agência onde fui procurá-lo, e antes disso já estava há um tempão na agência central.



Título: O Diário de Anne Frank
Categoria: Biografia
Páginas: 315 (podendo variar conforme edição e Editora)

Mas valeu a pena esperar. Confesso que já tinha perdido a esperança de recebê-lo, mas valeu muito a pena. Eu tinha um desses, mas nas minhas eternas mudanças, deixei-o para trás. Então repus, porque gosto muito desse livro.
O Diário de Anne Frank conta a história da adolescente judia que passou dois anos escondida com a família e algumas outras pessoas, durante a Segunda Guerra Mundial, em um anexo secreto no próprio local de trabalho de seu pai. É uma leitura emocionante. Apesar de ser os devaneios de uma adolescente, são devaneios da mente sadia de uma jovem que esteve escondida e 'sofrendo' emocionalmente os horrores da guerra. As descrições de como viviam, o que comiam, como se vestiam e como tratavam da higiene são coisa de louco!!!
Esse livro foi traduzido em 67 línguas - então não use a desculpa de não falar alemão - e é um dos mais lidos no mundo inteiro. Mas, como tudo nessa vida precisa ter a outra face, informo-lhes que existem suspeitas -senão evidências - de que esse diário foi forjado, que não teria sido escrito por Anne Frank. Existem mesmo provas e não cabe a mim jugá-las, mas aos tribunais, e isso foi feito. Ainda assim, o livro continua sendo vendido (eu comprei, não comprei?) e os lucros continuam sendo gerados, e pouco me importa quem os embolsa.
Quem quiser saber mais sobre as fraudes, dá uma olhadinha
aqui ou pesquise na internet.

Tá querendo ler mas não quer arriscar a grana? Programe a leitura por capítulos, de graça no seu e-mail, no leituradiaria.com .
Gostou e quer comprar? Faça como eu fiz: economize grana e evite a derrubada de mais árvores comprando um livro usado na Estante Virtual .

Boa leitura!!!

9 comentários:

Morrocoy disse...

Aaaah eu tenho esse livro em casa... em espanhol. Já li umas boas 3 vezes. Gosto muito dele e sempre choro em algumas partes emocionantes, porque sei que se trata de uma história real (ou pelo menos, isso pensava). Não sabia dessa história de ser forjado... ah, quer saber? Pois que seja! Em todo caso, é uma história muito bem contada e com certeza se não foi escrito pela própria Anne, quem escreveu também passou pelo mesmo ou por situação semelhante (eu metendo o bedelho mesmo antes de ter lido sobre a fraude). Se for ou não verdade, se alguém atuou de má fé nisso tudo, vai ser devidamente punido se for o caso. Eu não me preocupo com isso.
Beijosss

Morrocoy disse...

Oi de novo! Acabo de ler o site cujo link você postou, sobre a fraude. Fiquei triste, não pela falsificação em si, mas pelo veneno da pessoa que escreveu o artigo. Porque puxa vida, seja ou não seja uma história escrita por uma adolescente (e achei meio presunção afirmar que não foi, afinal, por que não pode? Cada pessoa tem suas experiências pessoais, me pergunto por que não pode ter sido escrito por adolescente), retrata muito bem um tempo em que se cometeram crimes incríveis. Por mais que tenha sido forjado, não exclui as barbaridades que se cometeram, segregando, perseguindo, encurralando e matando inocentes. É uma espécie de retrato da época, há milhares de fontes para confirmar as barbáries dessa guerra. Não estou nem aí para quem está indo o dinheiro, porque eu, pessoalmente, aprendi muito vendo o lado dos que estavam sendo perseguidos desde um ponto de vista muito mais íntimo, do lar, não das estatísticas de sei lá quantos milhões de mortos. Ahh enfim. Já estou eu discursando de novo. Beijosss!

Beth disse...

Oi Penélope, li a muuuuuuito tempo atrás este livro, se é falso ou não, quem poderá dizer? Depois vou entrar no site que você indicou...
Passei aqui para te dar um alô, ainda não recebi seu e-mail...sua opinião é importante prá mim, certo?!
beijos prá você e sua família...
Beth

CORTEYGRIF disse...

OI PENELOPE
eu sou uma amante abusiva dos livros,nao descanso enquanto nao leio o final,esse è um livro que me falaram muito bem dele,ainda nao tive oportunidade de ler,gosto muito do Paulo coelho,Patrick suskind.
tanta coisa boa pra ler,eu amo!
boa leitura amiga
bjs
Rosa

disse...

Esse livro é excelente mesmo; vira e mexe eu o releio. Uma peninha que o correio daí demore tanto; aqui é tão rapidinho...
bjos

eni disse...

Miriam adorei ter recebido a receita, muito obrigada, bom final de semana

Lia disse...

Oi Miriam
Escelente dica de leitura! O livro é ótimo mesmo!
Sobre as agulhas de bambu, elas são mais lisas que as de plástico, mas não deslizam tão bem quanto as de metal. A principal vantagem do bambu é ser bem leve e não fazer o barulho das de metal (que meu marido implica muito!!)
Sobre o silicone, é bem flexível e parece bem preso. Na agulha há um desnível, onde o silicone se encaixa (o silicone fica por cima da agulha - nas de metal o fio fica por dentro da agulha ao encaixar). Até agora não tive problemas e estou adorando utilizá-las, embora não esteja usando lãs naturais.

bjs
Lia

Croche Croche! disse...

Menina
como a leitura é tuuuuuudo, sou do tipo que prefere ficar uma tarde toda no sebo do que comprando roupa e sapatos.

adorei esse livro, vc também iria gostar de "uma menina que roubava livros" muito lindo!

parabéns pelos trabalhos

com carinho

Adri Amorim

DO TRICO A DECOUPAGEM disse...

Oi Miriam Minha amiga sumida,
Quanto tempo, eu tambem estou no corre corre das malas para São Paulo,mas adoro ler seus escritos.Seu gorro ficou lindo> Como estão as meninas? E o calor amenizou? Agora é que o nosso vai começar, estamos no inverno e estamos hoje com 32ºgraus la fora, já com os cupins sobrevoando no cair da tarde. Estou com saudades. Beijinho Aninha